quinta-feira, janeiro 18, 2018

If I could be, at the same time,
The lover and the saint
Delight in the earthly pleasures
And enjoy heavenly treasures

If my eyes could only look above
But the beauty of idols seduce me
And make me dream different futures
That I will never live

If I could be free from my past
And forget my phantoms and passions
And live fully my present
Oh, Lord, if I could...

Help me, because I am divided
Cold hands envolve my soul
A sad cry hides in my chest
A weak voice calls me down


quinta-feira, setembro 14, 2017

O último mergulho

Deixa-me mergulhar, uma última vez
Fechar os olhos e me atirar
Até que o mar encha todos os meus poros
E tudo que eu sinta seja apenas água

Deixa-me sentir, uma vez mais
Algo que engula-me por inteiro
Que me consuma, por dentro e por fora
E afogue qualquer outra sensação

Deixa-me ver um vermelho tão intenso
Que marque, para sempre, minhas retinas
Até que eu não consiga ver nenhuma outra cor
A não ser o rubro carmesim

Deixa-me encontrar o tesouro que tanto anseio
Tão precioso que me faça trocar tudo por ele
Bens, nome, pessoas, a própria alma
Pelo extremo que tanto quero desfrutar

segunda-feira, dezembro 22, 2014

A maior mentira já contada...é a de que há conserto para tudo nesta vida.

A esperança dura...até o momento em que você se depara com algo que não tem conserto.